O medo da traição.

O medo da traição.

Você tem medo da traição? Atualmente, é muito comum pacientes chegarem com esta queixa ao consultório. A sensação de estar sendo traído pelo namorado(a) ou pelo esposo(a) gera muita angústia e ansiedade em grande parte das pessoas.

O primeiro passo para começar a organizar essa problemática é fazer-se algumas perguntas:

  1. Como está minha relação?
  2. Meu parceiro (a) tem motivos para buscar um relação extra conjugal?
  3. Eu invisto mais energia na melhoria da minha relação ou mais energia buscando pistas de um possível traição e/ou cobrando fidelidade do meu companheiro (a)?
  4. Como está minha autoestima? Acredito ser suficiente para meu parceiro(a)?

Vamos entender a importância dos tópicos acima.

Primeiro, é fundamental fazer uma análise da relação. Mesmo que a mesma estiver desgastada não significa que haverá traição, mas pode indicar mais insegurança por parte dos membros.

Na grande maioria das vezes a psicoterapia  pode ajudar a encontrar soluções para as questões que parecem ser impossíveis de serem resolvidas com conversas a dois. Seja por que as opiniões diferem e não existe consenso ou porque não existe a facilidade do diálogo.

Segundo, temos que nos perguntar se existe satisfação na relação. Me refiro a satisfação das necessidades individuais. É comum sentirmos dificuldade em identificar quais as necessidades do outro e permitir que sejam supridas.

Terceiro, acontece muito de focarmos a atenção na possibilidade da traição e esquecermos de pensar na qualidade da relação. Você já parou para pensar que é justamente isso que evita que ela aconteça?

Por fim, não podemos esquecer do principal, esse medo da traição, pode estar apenas na fantasia, nos pensamentos e não na realidade.

Já se perguntou como está sua autoestima? Será que você não está se achando pouco suficiente para seu parceiro (a)? Pode acontecer de surgirem pensamentos de que a qualquer momento o outro pode encontrar alguém melhor.

A psicoterapia pode ser maravilhosa para ajudar a atravessar momentos assim e fazer reflexões que te ajudarão a viver melhor consigo mesmo (a) e com seu parceiro (a).

Tags: | | | | | | | |