Site icon Psicólogo Paulo Alencar

O silêncio na psicoterapia.

O silêncio é um elemento essencial da comunicação. Embora muitas pessoas pensem no silêncio como uma lacuna de comunicação, eles são importantes. Isso é entendido pelo próprio contexto. É importante em muitas áreas, mas hoje vamos discutir especificamente o silêncio na psicoterapia.

O estranho é como encontramos silêncio em situações tão diversas, como cerimônias religiosas, sinais de luto, pedidos diversos, conversas privadas… Agora, se esse elemento é particularmente importante em um determinado campo, é a psicoterapia. O silêncio em psicoterapia é uma ferramenta muito útil para psicólogos.

A cultura do barulho.

O silêncio tem um significado ou importância diferente em uma cultura e em outra. A cultura ocidental não tem momentos de silêncio particularmente ricos, talvez porque não tenhamos hábitos ou costumes que nos convidem à reflexão e ao autoconhecimento.

Na série Merlí, encontramos um bom exemplo para ilustrar o significado do silêncio. Esta série fala sobre as aventuras e infortúnios de um professor de filosofia e seu método de ensino único.

No primeiro capítulo, intitulado “Os Peripatéticos”, um aluno perguntou se estávamos todos prontos para o pensamento filosófico. Merlí respondeu com 25 segundos de silêncio, colocando a mão no queixo, sem olhar para nada. Mais tarde, ele explicou que se calou para mostrar que, quando alguém pensava, as pessoas olhavam para ele.

O silêncio tem um grande poder.

Como não há conteúdo de vocabulário, o silêncio pode parecer inofensivo ou até inútil, mas em muitos casos, o silêncio pode nos ajudar em nosso dia a dia. Além disso, os humanos precisam permanecer em silêncio em todos os níveis.

É muito comum uma pessoa ficar chateada e começar a discutir com outra pessoa. Se essa tensão for respondida, seu crescimento será mais pronunciado e sustentado ao longo do tempo.

No entanto, se escolhermos permanecer em silêncio e ouvir educadamente os argumentos uns dos outros, mesmo que não sejam compartilhados, mesmo que não sejam expressos corretamente, faremos com que a fase de tensão diminua mais rapidamente por não ser reforçada.

Se formos além, o silêncio é necessário, pois há situações na vida que não costumam usar essa palavra. Por exemplo, isso acontece quando enfrentamos perdas recentes. Comparadas com a intensidade emocional dessa situação, essas palavras têm uma dimensão ridícula.

Portanto, o silêncio é uma forma de comunicação, ao contrário do que você possa pensar, não significa ausência. Na verdade, nesse tipo de situação, significa o contrário: presença, apoio e respeito.

 Silêncio em psicologia.

Na psicoterapia, o silêncio é decisivo. Por quê? Com o decorrer do tratamento, o objetivo é provocar mudanças benéficas à saúde mental das pessoas. Essas mudanças geralmente ocorrem por meio da reflexão do paciente ou cliente sobre sua situação, suas escolhas, o que eles podem e não podem fazer e assim por diante. Essas mudanças geralmente são causadas por palavras, argumentos e perguntas dos profissionais. No entanto, eles também podem ser despertados pelo silêncio.

O silêncio no ambiente clínico estimula a reflexão, o pensamento e a pausa. Todos os nossos dias são geralmente muito ocupados, cheios de emoção e todos os tipos de pressão, geralmente não temos espaço para ficarmos quietos. Além disso, no consultório psicológico, o silêncio pode ser usado como uma técnica de espelhamento.

Por exemplo, quando uma pessoa faz uma pergunta ao psicólogo, se ela responde com o silêncio adequado, pode fazer com que a pergunta seja respondida pelo próprio paciente, a fim de compreender a resposta do profissional. Isso irá encorajar o paciente ou cliente a tirar suas conclusões e evitar qualquer imposição do psicólogo.

Como vimos, o silêncio é necessário na psicoterapia. É uma ferramenta, por isso ele sempre será utilizado pelos psicólogos.

Assim como eu tive dificuldades no início da carreira, psicólogos iniciantes podem achar difícil criar silêncio na terapia. Isso é muito comum, pois mesmos com estágios no período da graduação, a pouca experiência no processo psicológico gera uma insegurança durante o tratamento dos pacientes. No entanto, a exposição a esses momentos silenciosos melhorará muito a comunicação em psicoterapia e, portanto, ajudará a melhorar os pacientes ou clientes.

Para agendar uma sessão de psicoterapia, entre em contato.

Sair da versão mobile