O que a escala Kinsey pode dizer sobre a nossa sexualidade.

O que a escala Kinsey pode dizer sobre a nossa sexualidade.

A sociedade contemporânea conseguiu se livrar de parte do tradicionalismo com que a sexualidade era tratada nas últimas décadas. Entretanto, ainda existem muitos resquícios da censura e muitas pessoas ditas conservadoras que tentam evitar, a todo custo, a liberdade sexual humana.

Embora o movimento LGBTQIA+ em todo o mundo tenha alcançado muitos avanços, eles não foram os únicos.

No inicio do século 20, um homem chamado Alfred Kinsey promoveu um estudo que marcou a história da sexualidade mundial, conforme veremos a seguir.

As orientações sexuais e a escala Kinsey.

Alfred Kinsey foi um biólogo americano, professor de entomologia e zoologia e sexólogo que publicou estudos sobre o comportamento sexual humano nas décadas de 1940 e 1950, criando uma nova ciência: a sexologia.

Em 1938, passou a lecionar no Departamento de Estudos Sexuais da Universidade de Indiana e passou a estudar a experiência sexual humana, até o final de 1956 se dedicou a esse trabalho.

Nesse período, dedicou-se ao estudo do comportamento sexual e consolidou sua famosa escala de Kinsey.

Esta escala desafia a orientação sexual dualista e positivista, que abrange diferentes formas de comportamento sexual.

Portanto, em uma sociedade onde existem apenas heterossexuais e homossexuais, os bissexuais ocupam apenas o terceiro lugar, o que é considerado revolucionário.

No entanto, ao propor sua própria escala, Kinsey sugeriu que existem muito mais possibilidades do que se pensava anteriormente.

Como a escala de Kinsey foi elaborada?

Alfred Kinsey desenvolveu uma escala que cobre sete faixas de zero a seis, enquanto explica que existem inúmeras nuances nessas diferentes categorias.

A equipe de Kinsey entrevistou milhares de pessoas sobre seus atos sexuais. Estudos têm demonstrado que a orientação sexual, a intensidade de pensamentos e sentimentos de pessoas do mesmo sexo ou do sexo oposto podem variar durante a vida.

Dentro dessas faixas, zero corresponde apenas a heterossexuais e seis corresponde apenas a homossexuais.

As faixas são:

0 = Exclusivamente heterossexual;
1 = predominância heterossexual, experiência homossexual;
2 = predominância heterossexual, ocasionalmente homossexual;
3 = bissexual sem preferência;
4 = predominância homossexual, ocasionalmente heterossexual;
5 = predominância homossexual, experiência heterossexual;
6 = exclusivamente homossexual;

Logo depois, Kinsey incluiu a assexualidade na escala, representada pela letra X. Kinsey e sua equipe descobriram em sua pesquisa que a maioria das pessoas se enquadra na categoria intermediária entre 1 e 5. Isso sugere que a bissexualidade é mais uma norma e não uma raridade. Na maioria dos casos, o comportamento sexual (ou seja, o sexo dos parceiros sexuais), sua excitação sexual e desejo sexual são congruentes, no entanto, muitas pessoas apresentam inconsistências entre esses aspectos da sexualidade.

Faça sua autoavaliação na Escala Kinsey.

Você pode realizar sua autoavaliação na Escala Kinsey. Para isso, clique na imagem abaixo:

Criada sem pretensão.

Embora tenha sido mal interpretada diversas vezes, a escala Kinsey é mais um guia do que uma regra. Seu objetivo é entender melhor a complexidade da sexualidade humana e destacar as diferenças no comportamento e no desejo sexual entre diferentes sexos (heterossexual) e mesmo sexo (homossexual) durante.

Kinsey e seus colegas nunca tiveram a intenção de usar a escala para esclarecer a identidade sexual de indivíduos (gays, heterossexuais, bissexuais). Não é um teste ou questionário elaborado para determinar sua orientação sexual “real”.

A escala é puramente um método de autoavaliação baseado em sua experiência pessoal, e a classificação que você aparece hoje pode mudar com o tempo. Além disso, a escala foi feita para permitir maior fluidez no comportamento sexual das pessoas. Em outras palavras, você pode ser completamente heterossexual em um período e ter algum tipo de comportamento homossexual em outro. Seu autor percebeu que, do nascimento à morte, o comportamento sexual não é fixo ou estático.

Extremamente avançada na época de criação, assim como outros estudos de Kinsey, ainda hoje essa escala é atacada por conservadores e grupos religiosos. Da mesma forma, os resultados de uma definição de sexualidade mais fluida ainda são usados ​​e estudados por outros pesquisadores.

Espero que esse artigo tenha ajudado a abrir sua mente, a eliminar o preconceito e a promover uma sociedade mais tolerante e justa.

Leia também: LGBTQIA+: O Glossário da diversidade sexual.

Tags: | | | | | | | |

Este site utiliza Cookies e Tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência. Ao utilizar nosso site você concorda que está de acordo com a nossa Política de Privacidade.