O poder das profecias autorrealizáveis.

O poder das profecias autorrealizáveis.

Você já ouviu falar em profecias autorrealizáveis? Desde o momento da descoberta da gravidez, nós estamos envolvidos com as expectativas dos nossos pais, tios e avós. É menino ou menina? Será que vai puxar os olhos do pai ou da mãe? Qual será a primeira palavra?

A todo momento eles pensam e falam sobre nós, se perguntam para que time de futebol torceremos e até as profissões que seguiremos. São essas expectativas que, ao longo de nossa infância, exercem influência sobre a nossa jornada.

Então como tudo isso afeta nossas decisões e escolhas de vida? Neste artigo explicaremos o que são as profecias autorrealizáveis e qual o efeito delas nas nossas vidas.

A profecia autorrealizável é uma pressuposição que, ao se tornar uma crença, provoca a sua própria concretização. Quando as pessoas esperam ou acreditam que algo acontecerá, agem como se a profecia ou previsão já fosse real e assim a previsão acaba por se realizar efetivamente.

As profecias autorrealizáveis também podem acontecer quando essa crença profética é repetida por terceiros. Nesse tipo de situação, a pessoa escuta o que foi falado pelo outro e passa a acreditar nisso, se tornando aquilo que o outro disse que ela é, sem ser.  Em outras palavras, a pessoa assume para si o que o outro disse como algo verdadeiro, mesmo que isso seja falso. E a maior problemática da profecia de terceiros que é na grande maioria dos casos, a pessoa que assumiu como verdadeira essa ideia, o fez por confusão, medo ou pela mera crença que de o outro está certo. É isso faz com que as vítimas desse processo tornem a profecia do terceiro, algo real em suas vidas.

Vale ressaltar que isso não é um processo consciente e nem sempre a pessoa deseja que isso aconteça, mas ao  acreditar que a “profecia” acontecerá, ela automaticamente está colaborando para este desfecho sem ao menos se dar conta do quanto ela mesma interferiu no resultado.

Os psicólogos estadunidenses Robert Rosenthal e Lenore Jacobson, realizaram um importante estudo sobre a profecia autorrealizável  e observaram como as expectativas dos professores afetam o desempenho dos alunos, o que foi chamado de Efeito Pigmaleão.

Segundo os autores, professores que têm uma visão positiva dos alunos tendem a estimular o lado bom desses alunos. Por isso, é comum que estes alunos obtenham melhores resultados nas avaliações. Inversamente, professores que não têm apreço por seus alunos e adotam posturas negativas, acabam comprometendo negativamente o desempenho dos educandos e dessa forma, eles não obtém bons resultados nas avaliações.

Profecias autorrealizáveis e expectativas sobre o comportamento de alguém podem ser positivas ou negativas.  Isso ocorre o tempo todo, não só nas salas de aula, mas também em nossas famílias. Por exemplo, quando você diz ao seu filho: “Você é inteligente, eu sei disso”, a criança aceita sua opinião e muda seu autoconceito. Infelizmente, esse mesmo princípio também se aplica as crianças cujos os pais ou cuidadores fazem avaliações negativas como: “Você é burro, porque não prestou atenção?”.  Vamos pensar sobre outros exemplos:

  • Você combinou de se reunir com a turma da sua antiga escola, mas seu melhor amigo disse que ia ser chato. O encontro foi chato.
  • Seu chefe te deu uma tarefe e afirmou que possivelmente você não faria direito no início. Você não fez a tarefa direito.
  • Seu amigo disse que aquele “crush” que você está prestes a conhecer e só viu por fotos, não é uma pessoa legal por ser do signo de Áries. Você foi no encontro e não gostou da pessoa.
  • Você pensou que ficaria nervoso na entrevista de emprego e iria gaguejar. Foi o que aconteceu.

A força das profecias autorrealizáveis ​​em crianças.

Mudar algumas das profecias que foram feitas em sua própria vida é difícil, mas não é impossível, afinal, a nossa mente tem muitas formas de lidar com isso.

Entretanto, quando o assunto são as crianças, precisamos entender que as crenças e expectativas dos pais e das pessoas ao redor delas são importantes e podem alterar o rumo de comportamentos futuros.

As crianças saem ao mundo para lidar com diversas situações e é ai que entendemos o peso de expectativas limitantes ou incentivadoras.  Por exemplo, se uma criança é rotulada como “revoltada”, “malcriada ” ou “preguiçosa”, certamente, o seu desenvolvimento será difícil e complicado.

É muito importante que os adultos em geral, prestem atenção a estas questões, pois as crianças absorvem tudo do ambiente ao seu redor.

Se observarmos com atenção, veremos que são as expectativas e crenças de nossos pais ou cuidadores em relação a nós que determinaram em grande parte o desenvolvimento da nossa autoconfiança e da autoestima.

Basta olhar dentro da nossa própria família para ver como cada membro ocupa um lugar. Sempre temos o “irmão estudioso”, o “Irmão preguiçoso”, a “irmã bonita”, a “prima desobediente”  a “tia bondosa”, etc. É preciso ter muito cuidado com esses rótulos, eles são marcas para a vida.

O que podemos fazer?

Você provavelmente deve se lembrar de algumas situações pessoais nas quais foi afetado pelo Efeito Pigmaleão e pelas próprias profecias autorrealizáveis, certo?

Aprenda a se desligar dessas crenças, tanto sobre você mesmo quanto em relação aos outros. O que você pode fazer quanto a isso? Considere as seguintes dicas:

– Observe os seus pensamentos. Se você estiver em situações que indiquem um final negativo, tente pensar alternativamente, afinal, o futuro é incerto, e você pode se sair bem. Você tem capacidade para resolver seus problemas como qualquer outra pessoa.

– Preste atenção na forma que você fala e no que você diz perto de seus filhos.  É importante lembrar que as crianças gostam de absorver o que vem das pessoas importantes; neste caso, você.

– Analise quais as suas crenças limitantes por trás dessas profecias. Certamente a próxima vez você tiver uma profecia, será mais fácil perceber que você não é o que os outros dizem, nem que você não irá conseguir se alguém assim o disser.

– Busque as experiências preciosas que permitam a você verificar a profecia contrária.

Como podemos ver, não é apenas possível reconhecer o Efeito Pigmaleão em nós mesmos, mas também podemos, a partir de uma reflexão consciente, perceber como somos e neutralizar o impacto negativo dele em nossas vidas.

Mas, quais os benefícios? O maior benefício de perceber e modificar as profecias autorrealizáveis é ter uma vida plena, livre de laços e conceitos negativos que limitam o potencial infinito que nós, seres humanos, possuímos.

Agradecimento e Imagens: Ricardo Yoshio – https://twitter.com/ryot

Tags: | | | | | | | | | | | | | | |